26 de março de 2011

Bandeira branca a galinha.

Depois do post guerra a galinha, venho me retratar com a galinha, e explicar que tudo não passou de brincadeira (apesar do post parecer algo sério...hoho).
Gentem, meu marido é a pessoa mais boba que conheço (bobo no sentido de fazer piada de tudo, e inventar versões dirty para todas as músicas), quando coloquei o vídeo do sapo não lava o pé, agente já ficou rindo, porque nos lembra nossa infância, eu cantei muito o tal do purcu nu cu na escola e ele também. Ficamos os dois bobocas dando risada, enquanto Bryan todo sério se perguntava se a criança ali era ele ou nós (concerteza naquele momento erámos nós).

E meu marido passou o vídeo todo fazendo mil piadinhas (impublicáveis pro blog) e falou aquilo tudo com tom de  brincadeira. Claro que sabemos que Bryan ainda não tem maldade nenhuma, e não tem a malícia que nós adultos temos,mas ao meu ver essas musiquinhas não ensinam nada e não transmitem nada a criança. Na verdade a maioria dos programas direcionados as crianças não são nada educativos e chamam a atenção pelo colorido e melodia de suas musiquinhas. Assim é com os backardigans e Hi-5 que Bryan ama, mas esses dias estava assistindo Hi-5 e fazendo uma reflexão do episódio onde uma menina experimenta óculos em cachorros (achei tosco demais)e acho aquilo tudo muito bobo, até mesmo para as crianças.Os backardigans mesmo ele só gosta das musiquinhas (quer dizer só a da abertura e do final, o resto ele nem liga).

Depois de declarada guerra a galinha, eu coloquei um outro vídeo (esse aqui http://www.youtube.com/watch?v=1i7p0vTGcBk) e Bryan continuou sério na dele (e marido fazendo mais piadinhas), mas não tem jeito, Bryan não gostou mesmo dos vídeos, tentei da baratinha, pintinho amarelinho, borboletinha e nada.
Mas declaro bandeira branca a galinha,apesar de não saber onde esta o poder hipnótico dela que faz com que os bebês fiquem vidrados em seus vídeos, acho o desenho muito engraçadinho e as letras me remetem a minha infância.

12 comentários:

Marcelo Vieira disse...

Olá, seu blog é muito interessante. Vou te seguir. Criei um blog para mostrar o lado pai da maternidade. Tambem somos pais de primeira viagem. Passa la no meu blog. www.mmppv.blogspot.com
Se você gostar poderia me adicionar na sua lista de blogs.. Desde ja agradeço.

Rosangela disse...

kkkkkkkkk Jacque vc eh otima!

Nath disse...

kkkkk mana...precisa se justificar não mana, eu sei que Bruno é um 'paiaço'...já tentei ensinar essa música pra algumas crianças, infelizmente sem sucesso, elas não viram a 'magia' dessa música, hehe.
Agora mudando de assunto, o cabelo do Bryan tá enroladinho, Valdinei disse que agora tá parecendo filho do Bruno, kkkkkkkkkkkkk...Tá muito lindo o branco de neve.
Bjusssss.

Grazi disse...

Olá!
Ganhei esse vídeo na semana passada. Menina... Eu com meu filhote mais velho e nunca havia escutado falar da tal galinha... Rsrsrs. A maternidade me deixou por fora da moda até nisso? Ai, ai, ai! O fato é que o maior ficou hipnotizado e o baby dá umas olhadinhas muito de vez em qdo ( e olha q o presente era pra ele...).
É bonitinho e nada de mais. Tdo bem, acho que é legal valorizar as cantigas de roda antigas. São melhores que a porcariada que a gente anda engolindo por aí, né?
Quanto aos Backyardigans, Qdo o meu filhote era da idade do Bryan, ele nem sequer olhava. Nenhuma idéia para o negócio. Hj, com 4 anos (mas desde os 3) ele adora as histórias. De espião então... Nem se fala! Vc vai ver qdo ele crescer um pouquinho!!
Beijocas!

Sandra Hellen disse...

Sobrou pra coitada da galinha!! kkkk

Bjus

disse...

auahuhaua gostaria de ouvir as piadas.. parece que quem mais se divertiu com o video foram vcs!! o coitado ficou serio o tempo todo! aahahha

Nave Mamãe disse...

Bryan é o primeiro baby imune à galinha pintadinha.
Não tentei com o Lorenzo -por um motivo óbvio- mas vou recorrer a ela algum dia! KKKK
Beijo

Nath disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nath disse...

kkkkk mana, muita criatividade que vcs tem pra dar nome a cachorro. Eu acho que o maior problema do rot de vcs a naja, foi que vcs pegaram muito nova, o cachorro só pode 'ir' com o dono a partir dos 60 dias com todas as 1ª vacinas dadas e vcs pegaram com 1 mês, e recomenda-se sair com o bichin pra passear só dps de tomar as vacinas obrigatórias. Já a cocker ter cagado na sua estande poderia ser evitado com vcs adestrando ela pra fazer as necessidades em cima do jornal (creia tem vídeos ensinando isso na net e eu fiquei admirada), pq cachorro não faz as necessidades perto de onde dorme ou come (eles tem senso de limpeza, hehe). Vc não disse se a variedade é inglesa ou americana, o 1º em 18ª e o 2º em 20ª no livro de Stanley Corey de a inteligência dos cães, ou seja, são cães fáceis de adestrar, o rot está em 9º.

A gente já tá preparado pras vacinas, vermifugar, ração, veterinário, passeios, adestramento, escovação de pêlos...por isso a escolha da raça tem se baseado em cachorros que não precisam de tosa, apesar de saber que pra quem é alérgico, por incrível que pareça sejam mais recomendados. Mas acho que o maior problema é 'pegar' ou adquirir esses animais de qq um, que não tem seriedade, cruza de qq jeito sem se importar com doenças genéticas (vc nunca terá um laudo de displasia por exemplo), em vermifugar e vacinar e ainda separam os bichin muito cedo da mãe.

Acho o rot lindo, ele, o dobermann e o pastor alemão são os top para cão de guarda. Valdinei tem preferência pelo PA já que ele teve 2 desses e eu tb acho bonitão.

Dá pra ver que o que eu mais faço é pesquisar sobre cachorrin, até Valdinei ficou admirado, tô quase entrando pro clube de cinofilia, hehe.

Qt a facul, minha dura realidade é ir de busu. Fica muito longe e Valdinei fez as contas pra ver se dava pra eu ir de carro, e juntando a gasosa mais o pedágio fica caríssimo, mas de 600 contos (500 e pouco só de gasosa). Aí eu vou no fretado da prefeitura, pago 25%, leva 1 hora e meia pra chegar, mas só volta meio-dia, ou seja, o dia que saio 4 tenho que vir de coletivo e aí são 2 se eu descer uma cidade antes e pegar carona com Valdinei, e 3 se eu vier até onde a gente mora (qd venho no fretado meio-dia eu venho a pé, são 30 min de subida de morro) e detalhe o último sai 17:30, vida bandida essa minha :D. Tô só o pó com essa viagem que faço todo dia...Eu digo que saí do litoral pra rural, hahahahaha.

Caraca falei muito, vc nunca entra no msn pra gente trocar uma ideia. Bjs e muito legal saber dos seus bichinhos, vc só não disse se tinha fotos...Fui.

Franciele Galantine disse...

Kkkkkkkk, confesso que ainda não tinha lido o post ''guerra a galinha'' mas acabei de ler e achei maravilhoso, quase me matei de tanto ri da versão com a palavra u, mas acho que seu marido está totalmente certo, realmente com a vogal u ficou muito esquicito....bjs

Alethéa disse...

Miguel tb não liga prá galinha não... e só gosta da musiquinha do início e do fim dos Backyardigans tb, rsrsrs

Na verdade, o único personagem que ele gosta mesmo é o Doki.

Beijos!

Tássia disse...

HIUAHAUIHAUIHAIAHIUAHAUIHAIUAHAUI

Jacque, o Oliver só prestou atenção a primeira vez....

Eu acho que a galinha não tá com nada, aposto que eles preferem a gente cantando pra eles. :P

eu nem quero pensar daqui 1 ano, quando o Oliver for mais pesado!!!

:*

Contando...

 

Blog Template by BloggerCandy.com