13 de março de 2014

Respostas malcriadas para perguntas inconvenientes

Eu nunca pensei que loucura hoje em dia seria considerado uma pessoa resolver ter o terceiro filho. Falou em querer ter mais um filho, o povo pira e já acha que você bateu a cabeça e sofreu um grande traumatismo craniano. Alguns vem com aquele ditado: 1 é pouco, 2 é bom, três é demais. Outros mais ousados já saem praticamente te inscrevendo em algum programa de planejamento familiar, e ainda tem aqueles que se pudessem jogariam montes de camisinha e anticoncepcional na sua cabeça, só para não correr o risco de ver os outros povoando o mundo.
Se a mãe em questão tem filhos do mesmo sexo, é até um pouco aceitável. Certamente o palpiteiro ainda vai dar a mão e falar:- Tomara que dessa vez venha um menininho (caso a mãe tenha duas filhas) ou menininha (caso a mãe tenha dois meninos).  Mas vai uma mãe de um casal falar que ainda quer ter o terceiro filho? É como se estivesse rasgando dinheiro,ou tirando a roupa em praça pública, tamanho disparate pensar em procriação novamente.
Engraçado o quanto essas pessoas adoram palpitar sobre a vida alheia, mas pagar as contas que é bom ninguém se oferece, néan?


Sempre que me perguntam se eu fechei a fábrica sou categórica: apesar da loucura, da correria, da rotina crazy (ou a falta dela), das noites insones, do peito cheio de leite, do trabalho, das fraldas sujas, sim, eu quero ter mais um filho.
Quero reviver a magia da gravidez (sou daquelas que acham que a gravidez é a fase mais bonita na vida de uma mulher), quero novamente sentir aquele frio na barriga antes de cada ultra, a expectativa para descobrir o sexo, as dúvidas na hora de escolher o nome, o carinho na hora de fazer o enxoval, e pensar naquele ser tão pequeno em cada roupinha. Quero que meus filhos tenham outro irmão. Amo famílias grandes, sempre gostei, e se pudesse e tivesse $$ teria 4 filhos.
Não sei quando, não sei se vou continuar com este pensamento depois dos 30, só sei que por enquanto a fábrica não fechou. Quem sabe das minhas condições psicológicas e financeiras sou eu, portanto tento evitar entrar em conflito com certos "palpites" sobre o útero alheio. Nunca fiz chá de bebê pedindo fralda e enxoval, nunca pedi dinheiro pra ninguém ajudar na hora do parto (tanto que tive o Bryan no hospital público), e nunca deixei meus filhos com outras pessoas, fora minha mãe, essa sim tem todo direito de me chamar de louca, porque ela me ajuda muito.
Claro que sou criticada aos montes, taxada de louca, falam que não terei condições de criar mais um, que rico não tem muito filho e etc, mas eu ainda sonho com o terceiro sim. Se pudesse engravidaria amanhã, mas tenho consciência que Bebela precisa muito de mim,e  eu quero conquistar outras coisas antes de pensar em ser tentante pela terceira vez. As perguntas que mais ouço, são:

Pergunta Inconveniente: 1) Pra que outro filho?
Resposta malcriada: Não sei. Ainda não pensei o que fazer com mais um filho. Talvez eu o pendure na parede para decorar minha sala.

2) Mas você já tem um casal, porque precisa ter outro filho?
Quero ver se dessa vez nasce um lobo, ou quem sabe um unicórnio. Não, um zumbi seria mais legal.

3) Mais um filho? Vocês não tem televisão não?
Televisão até tenho, mas sempre sobra tempo pra praticar

4) Você quer abrir uma creche com tanto filho?
Nossa, nunca tinha pensado nisso. Obrigada pela dica.

Não tenho nada planejado para ter mais um filho. Esse é somente um desejo e sonho a longo prazo. Lá para os meus 34, 35 anos. Fico pensando que as crianças já estarão grandes ( Bryan com 10 anos e Bebela com 7), e seria o momento ideal para reviver tudo novamente.
Claro que esse desejo não depende só de mim, depende do marido, e por ele não teríamos outro nem em um milhão de anos rs Mas penso que cabeça e pensamento é coisa que muda. Eu já mudei de pensamento em diversas vezes. Na gravidez da Bebela jurei que não iria querer outro filho depois de quase morrer de tanto enjoo e mal estar, e até pedi para que ligassem minhas trompas durante o parto. Mas mudei de ideia, e tenho certeza que ele também pode mudar.
Outro sonho é ter meu parto normal. Ainda não desisti desse meu ideal. Tudo envolve planejamento! Quero estar com minha vida financeira e saúde em ordem, para depois pensar em ter mais um filho.
E vocês mamães de dois, pensam em ter mais um?? São criticadas por isso?

7 comentários:

Anônimo disse...

jack ninguem deve se **meter* na sua vida, como vc mesmo disse nunca pediu nada para ninguem né, esse bando de zé povinho rsrsr por aqui a fabrica fechou, foi uma decisao conjunta, gosto de viajar, sair, e se agente parar para pensar tudo isso tem um gasto muito alto, e se ter mais filhos e mudar a rotina o tipo de vida que hoje meus filhos tem, sinceramente nao vale a pena, nao seria justo com ninguem . parece estranho dizer assim né, mais tudo na vida e planejamento, financeiro, .... bjos aline lima face

magda disse...

Bom dia tenho tres filhos e sou muito feliz por isso, assim como vc sempre sonhei em ter familia gde, só tenho uma irmã e sempre achei pouco, e queria dar as minhas filhas mais uma opçao, é lindo ver ele se interagindo, e se alguem me fala que tres é demais, sempre respondo que sim TRES É DEMAIS DE BOM, E se alguem que não tem nada com a minha vida me falar que agora não falta mais nada pois tenho duas meninas e um menino, falo que ainda faltam gemeos
Bjs
Magd

Amanda disse...

E eu que digo que vou adotar, me chamam de louca pra baixo!
Já ouvi inúmeros absurdos, mas como diz meu marido, não pedi a opinião de ninguém pra ter as duas primeiras pq faria isso com o próximo?
Só sei que penso muito em daqui uns dois ou três anos ter mais um filho, ficar grávida eu não quero mesmo, mas sei que tenho mais um rebento a minha espera nesse mundão, isso eu sei!

jo nascimento disse...

Posso contar um segredo? Tenho sonhado muuuito com o terceiro e sempre que falo isso pra alguem me chamam de louca, acho que são pessoas com sonhos frustadosrsrs

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Rizia Fernandes disse...

Também sempre pensei em ter tres filhos e no momento estou grávida do primeiro, mas de tanto ouvir "opiniões" iguais a que você está ouvindo decidi responder assim: no momento quero esperar o meu nascer e cuidar deles, o futuro a gente vai pensando... O bom é que meu maridão concorda plenamente comigo e já faz planos pros dois que virão, não agora claro. Mas paciencia né. Amei seu blog e tenho acompanhado, adoro seus relatos.

Anine Pinheiro disse...

amiga, ainda to ensaiando tentar o segundo, sou medrosa, confesso! rsrs
Mas admiro quem invista em família grande!!!

beijoo

Contando...

 

Blog Template by BloggerCandy.com