5 de março de 2013

Rotina com dois filhos, ou: a falta dela



Não vou mentir e dizer que tudo é mil maravilhas na criação de dois filhos. Também não quero colocar o terror em ninguém (só um pouquinho haha), mas tem horas que dá vontade de entrar no banheiro, ligar o chuveiro e ficar cantando Me chama que eu vou do Sidney Magal a plenos pulmões, para acalmar um pouco a loucura.
Como eu disse em outros posts, a Bebela é um anjinho. Geramente ela faz os mesmos horários, e não temos nenhuma alteração significante na rotina. O problema é que geralmente os horários do Bryan não coincidem com os dela, e então temos uma verdadeira carnificina de tímpanos, com um deles gritando.
Bryan antes da Bela nascer, acordava por volta das 9:00 - 10:00. Agora ele acorda pontualmente às 8:00. Em parte essa mudança até que foi boa, pois às 13:50 ele capota de sono, e só acorda às 17:30. Consequentemente, ele dorme bem mais cedo, já que antes dela nascer ele dormia 00:00 - 1:00 da matina, agora ele dorme às 23:30, no máximo 00:00h.

Bela costuma dormir bem após às 8:00, e eu capotando de sono, preciso levantar e fazer a mamadeira dele e trocá-lo. E quando a Bela está mamando e ele acorda?? Pois é, preciso escolher quem cuidar, e acabo trocando o Bryan primeiro, porque às vezes ele cisma de ficar gritando para chamar minha atenção.
Na maior parte do tempo ele é muito bonzinho. Os primeiros dias foram uma loucura, não vou negar. Bryan se recusava a comer, mamar e só pedia colo. Agora ele melhorou muito. Pede pra ajudar a trocar fraldinha, morre de rir com os puns que a Bebela solta, quer pegá-la no colo toda hora (óbvio que eu não deixo).
O problema maior é a questão do desfralde. Quem está grávida do segundinho, e tem um filho de mais de 2 anos, invista no desfralde antes do bebê nascer, porque depois...
E agora Bryan está claramente dando sinais que quer desfraldar, pois reclama que "tá mijado", e pra fazer cocô ele sempre avisa. Ainda não comprei o troninho, mas assim que o mês virar irei escolher um para iniciar o desfralde o quanto antes.
A semi-independência do Bryan foi fundamental nos primeiros dias. Como ele já come sozinho, eu consigo almoçar tranquila (isso quando dona Bela não decide "almoçar" junto), ou realizar outra tarefa.
A questão do almoço é sempre começar a fazer assim que acorda, porque senão eu me atrapalho toda, e tenho que filar a bóia na minha mãe, que "graçasadeus" mora ao lado.

A questão mais difícil, e de partir o coração, é deixar um filho de lado, para atender o outro. Isso geralmente ocorre pela manhã, quando a Bels tá mamando, e o Bryan fica gritando para ir fazer o mamá dele. Preciso deixá-la no bercinho chorando, e ir fazer a mamadeira com o coração aos pedaços.
Tudo é questão de adaptação. Está é a palavra de ordem, inclusive na questão do sono. Já me adaptei a ficar sem dormir, e raramente estou caindo pela casa de sono. Se bem que o efeito colateral é bem chato: dores de cabeça constantes.
Porém, tudo nessa vida é passageiro, e esta é uma fase que vou lembrar com carinho (ou não), e dar muita risada quando eles estiverem grandes (espero que eles me considerem uma super mãe das galáxias, porque némolenão).
Mesmo assim, eu jamais, guardem bem minhas palavras: JAMAIS, teria outro filho com diferença menor que 3 anos. Nunca, nevermore. Se o projeto filho #3 (é, já estou pensando no terceiro filho, pode me chamar de louca ensandecida) vingar, seria com no mínimo 4 anos de diferença. Assim a Bela já estaria na escolinha. Mas isso é só sonho, tá gente? Preciso cair da escada e sofrer uma amnésia daquelas para pensar em reprodução novamente.



5 comentários:

Loroca Gergelim disse...

Ai Jacque, acho que nós (aquelas que ainda não tem filhos) não pensam nessas coisas. Mesmo lendo uma tonelada de blogs e livros sobre maternidade e me sentindo "entendida", acho que só dá pra saber mesmo vivendo, né?

Mas tenho certeza que o amor compensa e você vai tirar tudo de letra!

Bjs

Máh disse...

Acabei de falar para o meu marido como é difícil ser mãe!!
Agora me coloco em seu lugar sendo mãe de dois... SUPER MAMÃE!!
Acho que logo as coisas entrarão nos trilhos, pelos menos é o que se espera e troço para que vc não surte!! rsrsr
Bj

Dayane disse...

Acho que o mais que eles vão crescendo vai ficando mais fácil. Eu comecei o desfralde e estamos indo beeeem devagar, mas acho que se eu tivesse tirado Leah das fraldas antes da bebê nascer iria rolar muitos acidentes depois. Se minha mãe morasse do lado eu nem passava perto da minha cozinha... heheh
A natureza é muito sábia e sempre abençoa as mães com amnésia pra que a espécie continue se reproduzindo... hahaha

Paty Gocalita disse...

Achei o seu blog meio sem querer !
E já estou com mais de uma hora lendo os posts!
Já estou seguindo e já está lista dos meus preferidos!
Eu tbm sou esposa , mãe e trabalho fora. Não é fácil o nosso dia a dia.. Minha bb tem 6 meses e se chama Alice.
Um abraço!

Lu Navarro disse...

Ja vou me preparando psicologicamente,pq essa parte do sono e dormir pouco me afeta mto.

Contando...

 

Blog Template by BloggerCandy.com