8 de junho de 2012

7 semanas e como foi a descoberta.

Olá people. Sei que estou devendo os comentários nos bloguitchos, mas o Bryan e seu terrible comportamento two tá me deixando careca já, e eu não tenho tempo nem pra limpar a casa :(
A descoberta foi assim: Minha menstruação era para ter vindo dia 17 de maio, mas como ela sempre atrasava eu esperei paciente. Dia 20 me bateu um sono incomum. A tarde eu sempre ficava na sala lendo enquanto o Bryan dormia (tempos bons), mas quando o sono batia não conseguia ficar acordada de jeito maneira. Este foi o primeiro sinal.
Como eu senti muitas cólicas na gravidez do Bryan, pensei que seria igual dessa vez, porém, não sentia nadinha. As dores nos seio foram o segundo indício.
No dia 25 eu estava calma e tranquila, crente que a monstra estava só tirando uma comigo. Tive uma conversa séria com o Bruno, a partir desse mês eu iria voltar a tomar o anticoncepcional, pois conversamos e achamos melhor ter só um filho, ou então deixar um tempo maior entre eles. Bruno foi na farmácia e ao invés de trazer o AC, ele veio com a caixinha do teste.
Fui pro banheiro crente que não daria nada, como das outras vezes nesses 14 meses em que deixei de tomar o remédio, mas antes do 1° minuto as duas listrinhas subiram. Chamei o Bruno correndo e comecei a chorar...de tristeza, de incredulidade, de alegria...não sei, foi uma confusão de sentimentos.

Apesar de achar que estava pronta para viver essa experiência desde que o Bryan tinha 11 meses, a realidade é bem diferente. Eu fiquei apavorada. E tudo culminou com a diferença de comportamento do Bryan. A minha primeira reação foi: estou traindo meu filho. Tive medo dele me rejeitar, de se sentir abandonado. Depois foi a dúvida: será que darei conta dos dois? Como o Bryan irá se comportar com o irmão?
Logo que descobri a gravidez o enjôo me pegou de jeito. Fiquei super mal por dois dias, não conseguia comer nada, e nem podia sair da cama.
O enjôo passou um pouco, às vezes sinto um incômodo, uma tristeza, mas espero que isso passe logo.
Bjos

17 comentários:

Luiza Navarro disse...

Te superentendo Jacque.
Eu tbm quero ter mais filhos e fico me perguntando as vzs serà q Deus vai me dar outros alem de Rafaella, ja q levamos 5 anos esperando por ela, ao msm tempo morro de medo de engravidar, e nao dar conta...mas acho q todo mundo passa por isso. Ja disse uma vez, e repito agora, pergunte para sua mae como è ser mae de 2, e quem sabe a resposta dela nao te ajuda, anima!!
Vejo q vc ainda esta na fase do medo, do q virà, daqui umas semanas, vc ja estarà mais preparada para lidar com as situaçoes. beijao em vcs. Amei ler sobre a descoberta. E bom registrar tudinho msm ;)

beijos meus e de Rafinha.

Patricia Charleaux disse...

Jacque vc foi abençoada com esta 2ª gravidez, vc quiz tanto lembra?/No começo td é difícil mesmo, o corpo muda e os hormonios detonam com a gente, logo as coisas vão se ajeitando, saiba que qto antes vc pudesse engravidar melhor pro Bryan, com o passar do tempo fica difícil outro irmão o relacionamento e o convívio com anos de diferença é muito difícil vc está na época certa, seu filho vai te agradecer muito pór ter um irmão pra fazer -lhe companhia, para poder contar nas horas difíceis, por não ser sozinho. Acredite meu irmão tem 7 anos a mais que eu e eu sempre me senti sozinha. Diferença de idade pesa! Bjs estou tão feliz com seu 2º baby, mande sempre notícias!

Dennis Chaves disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
mandy chaves disse...

ahhh...lendo isso nao tem como lembrar como foi a descoberta da minha segunda gravidez, apesar de querer muito tbm tive muita insegurança, a pior hora era qdo deitava a cabeça no travesseiro, eu pensava tanta "bobagem", hoje eu vejo q todos aqueles pensamentos era sofrimento por antecedencia, eu com 8 semanas sofria pensando em deixar o dudu em casa no dia do parto e na chegada com o bb nos braços, e na verdade eu tive meses para preparar as coisas e tudo foi tranquilo o dudu amou aquele bb no instante em q viu e é assim ate hj.

Tenha bastante paciencia com o Bryan, o dudu tbm teve seus momentos de crise e eu me arrependo de nao ter tido tanta paciencia com ele.

Na medida q a gestaçao evoluir esses sentimentos vao passando.

fique bem.

bjosssssssss

Kecia disse...

Amiga, me sinto assim também!
Apesar de que aqui nem pensavamos na possibilidade de outro filho agora, várias vezes me pego chorando, naqueles momentos sem paciência, pensando se darei conta.
No final das contas, daremos sim! E amaremos nossos dois pitocos como nignuém!
Tudo vai dar certo. Não se sinta culpada com esses sentimentos!!!

Beijão!

Laragui disse...

ah querida, vai dar tudo certo!! Bea ta igual ao Bryan, é fase mesmo e vai passar... Aproveite e curta muito e quando ele te dar uma folga, passa la no blog, rsrsrs
Ah, Bea ta terrivel p dormir, so mesmo se deito com ela, e cada dia soneca ou dormir de noite sao no min 40 min deitada "amarrando" ela na cama... ate que ela apaga, rsrsrsrs
bjnhos

Grauce disse...

Ai que tudo!!!

Quero ter outro baby também. Mas não quero eles com idades muito distantes.

Parabens e tomara que seja uma menininha.

Mamãe Cláudia disse...

Oi Jack...
Vai dar tudo certo... as dúvidas sempre vem para atormentar a gente, foi assim na primeira, será assim na segunda...
Beijos e fique bem!!!

Di disse...

Jac, acho que não consigo imaginar como você se sentiu. Eu sonho em ter outro filho, admito, mas no meu caso o sonho esta atrelado a uma doção, que por sua vez esta condicionada a sair da casa dos meus pais. Com isso, essa sua experiência toda de voltar a ser treinante e agora, a ponto de desistir por algum tempo se ver gravida de novo, uau!
Lembra então que o que você puder se resguardar vale o esforço, que o terrible two deve passar proximo dos 3 anos, e que pra tudo que eu puder te ajudar, to a um clique de distancia ok? E força na peruca que sua novo jornada ta so começando!
bjs
Di

Mirella disse...

Jac, é super normal se sentir assim, eu fiquei muito deprimida qdo soube da minha segunda gravidez, só fui curtir quase no final, e hj me arrependo de não ter tirado muitas fotos!!!!
Hoje minha alegria, é ser mãe das minhas meninas, de idades tão próximas e que estão se tornando muito companheiras!!!
Minha dúvida era em relação ao amor.... Mas que nada!!! O amor multiplica!!! Brota lá de dentro, que chega a doer!!!
Felicidades!!!!

Beijos, Mirella.

Karol, a Marinho. disse...

Nossa, tô tão feliz por você! Fiquei aqui contando os meses pra te ver dizendo que esperava um novo baby. E olha como são as coisas, né? Acontecem sempre quando a gente menos espera. Eu fico assim que nem você, já que minha m* atrasa sempre... Mas sempre vem. Infelizmente. Mas eu vou esperar também, e quem sabe recebo uma notícia maravilhosa ainda esse ano? rs. Em questão de dar conta dos dois, pode crer que a barra é complicada, mas nada que o instinto de mãe não dê um jeito, né? Mãe é polvo! hahaha. Minha amiga tem duas com uma diferença de pouco mais de um ano (acredite!) e mesmo com todo cansaço, ela dá conta. Aposto que você também vai conseguir. Bom, vou encerrar aqui porque já falei demais! kkkkkk, boa sorte, parabéns, e beijo enorme!

Renata disse...

Não tem nada de anormal com o que está acontecendo com você, fique tranquila :) As dúvidas que surgem na segunda gravidez são diferentes da primeira (tem sempre a ver com o filho que já existe né?) mas aos poucos você vai se acostumando com a idéia. Lógico que esses pensamentos e incertezas, junto com o comportamento diferente do Brian, não vão te deixar em paz em alguns momentos, mas é o tipo de coisa que vem junto no pacote quando viramos mães. Os sintomas melhoram, você vai ficando mais tranquila, já quando ao ciúme, não sou a melhor pessoa pra te tranquilizar rs... desde que Nando nasceu (e ele já vai fazer um ano) Bia não come direito e se mostra cada vez mais ciumenta, muitos comportamentos péssimos dela eu não sei mais se é fase da idade ou ciúme. Mas ao mesmo tempo ela adora o irmão e chama por ele o tempo todo, está feliz da vida porque ele está aprendendo a andar pra poder bagunçar mais com ela (mas na hora da bagunça eles brigam, rs). Não é nada fácil, mas nem um pouco impossível, basta ter paciência e você vai ver que não tem coisa mais LINDA do que ver seus filhos sendo IRMÃOS, seja na alegria ou na tristeza, rs...
Beijos e fica bem!

Lydia Silveira disse...

Que Lindo, Parabéns! mamãe novamente
to planejando um segundo tbm pra fazer companhia pra rebecca antes q ela cresça demais.
bjos

Edi - Pronta Para Ser Mãe disse...

Acredito que toda essa confusão de sentimentos e emoções seja normal, quando nos descobrimos grávida pela segunda vez, mas tenho certeza que logo passa, e toda família vai curtir e muito a chegada de mais um integrante, inclusive o Bryan.

Bjus

Máh disse...

Amiga!!
Eu passei por essa situação quando engravidei do Caio... Não era o momento certo para engravidar em hipótese alguma! Como vc sabe passei muito mal e foi mt dificil de encarar viu?! Mas passa!Vc já passou por isso e sabe bem que é um momento muitas vezes complicado, mas que traz muitas alegrias...
Vc sonhou tanto com esse positivo e enfim ele chegou então quando der permita-se ser feliz!!
Bj

Mamacrica disse...

Oi Jacqueline!

Desculpe estar repetindo clichês, mas cada gravidez é única, não tem jeito... E tenha certeza de que com a chegada do segundo filho, o amor de mãe dá conta!
Agora vou te falar uma coisa que me falaram quando eu só tinha as duas meninas: "Tenha 3 filhos para poder desempatar as diferenças familiares, pois com 2, um ficará do lado da mãe e o outro do lado do pai, não dá certo!" rsrs... Brincadeirinha... Viva essa gravidez de forma única e te desejo muitas felicidades...
Beijo
Mamacrica

Liℓℓi Oℓivєirα disse...

Nossaaaaa Jaque... faz tanto tempo q não entro nos blogs, e hoje q consegui, chego aqui e me deparo com essa noticia maravilhosa!!! Parabens amiga, fiquei até emocionada, vc queria tanto né?! Parabens mesmo e Deus abençõe ainda a vida da sua familia!!! felicidades mil!! Bjus Lili do Luanzinho

Contando...

 

Blog Template by BloggerCandy.com