24 de fevereiro de 2014

Relato do desmame natural

Sempre achei que o desmame natural fosse uma lenda. Na minha cabeça, a Bebela que tanto amava mamar, jamais iria deixar de mamar de uma hora pra outra. Mas aconteceu.
Engraçado que quando escrevi o post sobre o desmame que não aconteceu, alguns dias atrás, eu pensava que a hora dela desmamar estava longe e distante, e que aproveitaríamos juntas este momento por muito tempo. Ah como eu estava enganada.

Ela sempre mamou em LD, e muitas vezes. Como a produção no seio esquerdo deu uma diminuída (e secou completamente em apenas 1 dia), ela estava mamando apenas no seio direito. O dia 22 começou como qualquer outro. Ela mamou bastante durante a madrugada, o dia e a noite. Fomos passear no shopping, e ela mamou normalmente em todas as vezes.
Na volta, ela veio dormindo do jeito que mais gostava: mamando. Chegamos em casa e eu a coloquei no berço. Logo depois ela acordou, e eu ofereci o peito novamente. Ela estava bem sonolenta e quase adormecendo novamente. Ah se eu soubesse que essa seria a última vez... Minha mãe veio na minha casa, e perguntou se podia dar um banho pra ela dormir fresquinha. Assim que ela voltou, eu ofereci o seio, e ela mordeu. Mordeu de me fazer ver estrelas. Já fazia um tempinho que ela tinha parado de morder, então estranhei, e deixei passar um momentinho. Logo depois ofereci novamente, e ela mordeu e ficou me olhando como se tivesse desaprendido o movimento de sucção. Dei água no copo pra ela, e tentei mais uma vez, sem sucesso. Ela ficou bem chorosa, ainda mais por conta do resfriadinho, e eu que até então desconhecia outra forma de a acalmar sem o peito, tentei niná-la em pé. Ela coçava o olhinho, esfregava a cabeça, impaciente e nervosa. 5 min. depois ela adormeceu nos meus braços. Coloquei no berço e pensei: - De madrugada aposto que ela vai querer o mamázinho dela. Mas me enganei novamente.

3:20 ela acordou. Como eu sempre fazia, coloquei ela na cama comigo, e ofereci o peito, o qual ela mordeu mais uma vez, puxou o bico e largou. Impaciente começou a chorar, e tive que fazer todo ritual de ninar no colo. E assim seguiu mais 2x na madrugada, sempre voltando a dormir no colo, e depois no berço.
Pela manhã pensei que no auge da fome ela iria mamar, mas ela não quis nem saber de deitar no meu colo. Chorava muito, impaciente e com fome, e eu não aguentei vê-la daquele jeito. Fiz leite ninho, e ela tomou tudo como se estivesse com muita fome, cheguei a escutar a barriga roncando muito alto. A tarde a levei na emergência, e descobri que ela estava com princípio de pneumonia, além de dois dentinhos nascendo.
Meu seio a essa altura estava inchado demais, e super dolorido, mas continuei oferecendo o peito em vão. 
Comecei a fazer compressa de água fria para aliviar a dor, e tentar ordenhar o leite que estava acumulado. Bebela foi categórica: recusou o peito em todas as vezes, mas tomou todo leite que eu ofereci.

Eu pensei que ficaria feliz, que comemoraria o fim do desmame sem traumas, do jeito que eu queria, mas a verdade é que estou transbordando de culpa. Por um lado eu penso: - Ok, amamentei por longos 13 meses, fiz minha parte. Mas por outro lado penso que era cedo ainda, e que eu poderia ter curtido mais.
Choro toda vez que vou tentar oferecer o seio a ela, e ela morde ou sopra o mamilo. Está difícil aceitar que chegou o fim desse vínculo lindo e maravilhoso que criamos por tanto tempo. Ela ainda continua apegada comigo, quando me vê pede colo, senta, faz carinho, deita no meu ombro e me distribui um monte de beijos, mas se eu coloco o peito pra fora ela sorri mordendo a língua e pede pra descer do meu colo.
Uma prima minha disse uma frase que me impactou bastante, e fez diminuir a culpa: - Melhor você chorar do que ela. E é verdade. Eu não queria ter um desmame traumatizante, e que fosse difícil pra ela, e consegui. Lia relatos de mãe que passavam pó de café no peito, esmalte e outras coisas para fazer o filho ter nojo e largar o peito, e não me imaginava fazendo nada disso.
É difícil aceitar que ela não depende mais do alimento que sai de mim. É difícil dormir todas as noites e não sentir aquela mãozinha procurando o meu nariz, ou sentir seus cílios piscando no meu seio. Vou guardar pra sempre esses nossos lindos momentos.
Apesar das noites insones, de ter que acordar 4 ou 5 vezes para amamentar durante 13 meses, eu faria tudo novamente. Essa foi a melhor fase da minha vida. Me sinto realizada como mãe, sinto que cumpri o meu dever. Foram 6 meses de amamentação exclusiva, de abdicação do meu tempo, de tomar um banho longo, ou dar uma saidinha sozinha. Foram 13 meses de muito leite, amor e carinho.
É doloroso me despedir de tudo isso, mas as lembranças permanecerão pro resto da vida. Agora virão novas fases, novas formas de conexão, e estarei presente em cada etapa do crescimento da minha princesa.

Última foto desse nosso momento, tirada no dia 16

6 comentários:

Kellinha disse...

Ai..... chorei!!!
Tomara q meu bebe demore bastante tb pra desmamar, eh cansativo, mas eh mto bom :)
bjss

Sisy disse...

Pura emoção!Me lembro quando passei por isso e sofri muito.Eu não produzia muito leite e então fui recomendada pelo médico a dar também fórmula,mas sempre amentei a livre demanda e amava fazer isso,era o meu prazer.Até que minha boneca resolveu aos 10 meses começar a me morder muito e a a largar o peito muito rápido,as vezes ela gritava quando eu colocava ela e isso eu não entendia que já era o começo.Eu colocava ela no peito toda vez que ela chorava pra acalmar e quando não podia mais ficava sem saber o que fazer.
Quando decidi por fim de vez as mordidas pois via que ela não estava mais mamando direito,pensei que seria aquele chororô,mas me enganei,ela nem ligou!O chororô foi meu!Como eu senti falta!Mas foi melhor assim pois como foi citado melhor nós que eles!

Amamentar foi a melhor experiência da minha vida,infelizmente eu desfiz do blog ao qual eu havia contado esse relato,coisa que me arrependo,deste não desfarei mais,a gente nunca mais volta no tempo e reler tudo depois é tão bom...

Bejokas

Anine Pinheiro disse...

Ei jacque, Guilherminho desmamou naturalmente com 16 meses... foi perdendo o interesse até q não ofereci mais e ele não pediu mais. simples assim e concordo q assim é muito mais fácil pq vc tem a certeza q a escolha foi da Bebela.

beijos e fica bem!

Meyre disse...

Lindo Lindo e Lindooooo..... Parabénssssss

Unknown disse...

Minha bebê tem 5 meses e não quer mais o peito desde ontem.... sempre complementei Pois tenho pouco leite. Estava procurando algo q me explicasse o q está acontecendo, obrigada pelo relato e pelos comentários!

Maysa disse...

Aiiii tô chorando minha bebê de quase 14 meses recusou o mamá. Mamou um suco de soja e dormiu. Meu coração ficou despedaçado!! Se eu soubesse...

Contando...

 

Blog Template by BloggerCandy.com