19 de setembro de 2011

17 meses

E hoje meu loiro delicioso completa 1 ano e 5 meses.E nem preciso dizer que tudo passa tão rápido, que parece que eu não estou curtindo direito tudo, sabe? Fica aquela sensação: nossa,ontem ele era um bebezinho.E ele fica tão esperto a cada dia que passa, que finalmente está caindo a ficha que logo terei uma criança em casa (gizuis),então vamos as novidades do desenvolvimento do branco de neve:

- A fala: talvez ela seja o que mais evoluiu nesse mes, seja porque ele aprendeu palavrinhas novas, ou porque ele tenta imitar tudo o que a gente fala, mas ele ainda tem seu próprio dialeto Bryanês, e vive falando coisa com coisa, enquanto eu falo sério com ele.
Novas palavrinhas: Titi (titia), tuda (estudar), piru (o mesmo), caraca (ele finalmente conseguiu dizer direitinho depois de tantos caraqui), oi, puquê (porque).Acho que é só...rs
Agora ele vive chamando a tia (minha irmã mais nova, e a única que ele mantém contato todos os dias), quando deixo ele brincando na minha mãe e volto para pegá-lo, ele não solta a titi dele de jeito maneira.Piru ele falou na hora do banho, justamente na hora em que eu falo: vamos lavar o piru? E eu gravei um vídeo dele falando repetidas vezes o oi. Já percebi que ele está falando bem melhor as outras palavrinhas que ele falava esporadicamente, um exemplo é a palavra mamá, agora ele fala sempre quando está com fome, e o mesmo acontece com o papá.Já mamãe ele fala de uma forma tão doce que sempre me derreto (impossível não se derreter), ele olha pro quadro de casamento que está na parede, e olha pra mim e fala: mamãe.Outro dia na casa da minha mãe ele apontou pro quadro da minha mãe quando tinha seus 25 anos e falou mamãe, eu morri de rir, porque lá no fundinho eu sou parecida com ela.Engraçado foi o dia que a minha irmã deu uma agenda antiga dela para ele rabiscar e rasgar, e dentro tinha uma figurinha de uma menina da novela rebeldes original (que eu não sei o nome) ele apontou e começou a falar mamãe e eu explicando que não era eu na foto...rsrs

-Relacionamento: Está muito carinhoso, principalmente na hora de dormir.Como meu marido só vem pra casa no sábado e vai embora no domingo, só essas duas noites o Bryan não dorme na cama, no restante da semana eu libero geral,porque é uma delicinha dormir agarradinha com meu filho,ainda mais quando ele coloca a mãozinha no meu rosto e faz carinho, o que são momentos raros,porque geralmente o Bryan não é daquelas crianças que gosta de ser agarrado,beijado, acariciado,esmagado e mordido exageradamente, ele faz até uma carinha feia do tipo: me solta mãe.Então eu aproveito que ele ama dormir com as perninhas em cima de mim e sempre com o corpo coladinho no meu e durmo com ele todas as noites,exceto quando ele dorme muito cedo (tipo as 22:00) e eu ainda quero ver algo na TV ou ler um livro, daí eu coloco ele pra dormir direto no berço e lá ele permanece.

- Banho: Quando vou dar banho ele já sabe de todo ritual, é só pronunciar a palavra banho, que ele começa a tentar puxar a blusa, vai no meu armário, pega a toalha dele e me entrega.Depois eu abaixo o short dele, e ele mesmo tira os pézinhos até sair do short e fica esperando eu colocá-lo no estrado.E o banho é hora da festa pra ele, ele morre de rir quando eu fico cantando.Não sei como demorei tanto tempo para tomar banho de chuveiro com ele, toma menos tempo, e é tão mais prático que abrir a banheira e sair molhando tudo com o balde.

- Sono e rotina: A rotina é totalmente previsível, que tem horas que eu esqueço que ainda tenho um bebezão em casa.Parece que como forma de compensar os primeiros 3 meses de sonos terríveis, ele passou a ser todo regradinho e resolveu me presentear com longas horas de sono.Ele odeia acordar cedo, quando eu o acordo ele até fica meio assustado, independente da hora que ele dorme, ele só acorda as 10:30 às vezes 11:00, e eu nunca me imaginaria dizendo isso a 1 ano atrás, mas eu sinto falta de quando ele acordava às 9:00,porque assim dava para ajustar perfeitamente os horários de almoço e janta, mas como eu fico com dó de acordá-lo, eu acabo deixando ele dormir, e adianto o almoço, no máximo as 13:00 ele já almoçou e sempre mama uma mamadeira de vitamina depois, independente se comeu bem ou não.Depois ele sempre tira sua sonequinha da tarde, que varia, pode ser até as 16:00, mas geralmente ele vai até as 17:00.Eu aproveito para ler,arrumar a casa, assistir a uma série ou até mesmo dormir junto.Quando ele acorda as vezes eu dou uma mamadeira ou já dou logo janta direto.Depois da janta ele toma banho, brinca, mama novamente e dorme às 22:00 ou 23:00, eu sempre respeito o ritmo do sono dele, se eu deitar com ele na cama e ele logo adormecer, tranquilo, se ele não dormir e fica impaciente eu deixo ele brincar um pouco mais.Acho que é por isso que eu quero tanto ter outro filho agora,porque a nossa rotina é como se ele já tivesse uns 5 anos,com a diferença que ele não fala tudo e ainda usa fraldas.Ele não dá trabalho nenhum, geralmente ele só exige atenção para brincar e lógico que eu largo tudo para brincar com ele, pois esse momento é único e eu gosto de aproveitar do lado dele.Sinceramente: eu já esqueci de como é cuidar de um bebezinho frágil e que requer atenção o tempo todo, e sei que esse seria o melhor momento para a adaptação, mas temo o fato do Bruno trabalhar longe e só vir final de semana pra casa.

-Alimentação: Ultimamente ele tem se alimentado muito mal.Passou a recusar o arroz, ele não come carne (faz cara feia, cospe e eu desisti de tentar), curte mais angu e peixe (e o amado brocólis).Tem comido melhor o bom e velho macarrão,mas é de lua, as vezes eu ofereço e ele não aceita, e também eu não forço, se não quer comer beleza, eu guardo e sempre tento mais tarde.

-Pai: Só quando o Bruno chega no sábado, que fica visível a saudade que o Bryan sente do pai.Engraçado que meu pai uma vez falou que ele nem sabia o que era isso.Claro que Bryan sabe que o pai sai, e claro que ele sente saudades sim, do jeito dele, mas sente, isso é visível quando ele chama pelo pai diversas vezes no dia.E quando o pai chega é uma festa, ele agarra o pai,abraça, e fica agarrado nele 24h por dia.Ele não solta a bermuda do pai nem pra comer.Quando o Bruno vai no banheiro o Bryan sempre fica chorando na porta de soluçar, acho que na mente dele pensando que o pai pode sair e não voltar. No dia seguinte de quando Bruno vai embora, ele sempre olha pra porta e fala pai.A ligação dos dois é muito forte, mesmo ele vendo o pai apenas 2 vezes na semana, tanto que as vezes eu tento tirá-lo do colo do Bruno e ele não vem de jeito maneira (a menos que eu balance um danoninho na frente dele...rs).Quando Bruno está em casa eu deixo ele ter o momento dele com o Bryan, e às vezes ele acha que estou o explorando,mas não é, eu penso que esse é o momento para os dois criarem laços ainda mais fortes, então as tarefas de fazer comida, trocar fraldas, tomar banho, fazer dormir sempre é do Bruno aos sábados e domingos.Na hora de dormir Bryan sempre deita em cima do braço do Bruno como quem diz: ou ele corta o braço para fugir ou dorme comigo...rsrs

Fotos (as poucas que tirei com o celular,estou bem relapsa quanto as fotos,mais de meses que não tiro nada na câmera) do mês que passou:







bjos

12 comentários:

Mamãe Cláudia disse...

Owwwwwwwwww... que delícia de cabelos.... amei a foto estilo leãozinho.... risos...
E realmente, esse tempo é tão duro com a gente.... afffffffffff....
Fica com Deus!!!

* Rê, Marino e Giuliano * disse...

que fofo!
mudou bastante, deve ser uma delicia estar pertinho e podendo participar de tudo isso!

Ivna Pinna disse...

ownn Jacque, que coisa linda! É claro que ele sente falta do pai mesmo, e certeza que ele acha que tem que ficar grudado no pai, caso ele querira fugir outra vez! rsrsrs
E como esse menino dorme né?! ô gloria! hahahahaha

as fotos estão lindas!

Beijos

francieleGalantine disse...

Amiga que delícia que ele está, acho que os cabelos do João vai ser igual o do Bryan.
As fotos estão lindas..beijocas minha e do João

Ana Campos disse...

...e como passa rápido...muito fofo!
bjoka

Thais disse...

Que legal ler sobre ele, porque o Paul tem a mesma idade, praticamente. Ele fala MUITAS coisas, que legal! E fiquei com um pouco de dor no coração sobre a rotina do seu marido e ele ficar tão apegado, porque é o que acontece comigo e com o Paul. Quando estou em casa, ele fica segurando a minha mão o tempo todo e, se vou ao banheiro, ele chora. rsrsrs

Dea, a mamae da Nina disse...

caramba na penultima foto ele ta a sua cara amiga. Bjks e parabens p meninao lindo

Thaís disse...

tirando a ausencia do pai, aqui estamos iguais!

jana disse...

ai flor aqui não tive esse problema o riquinho não aceita mamadeira toma tudo no copo.....tava com saudades de vcs viu agora vou tentar passar mais por aqui tabom bjs em vcs 2

jana disse...

bomm acho que confundi no comentario kkkkkkkkkkkkkkkk é a correria flor Bryan tafofo e esses charme deses cabeos acheados kkkkkkkkk saudades e vcs agora vou comentar sempre viu bs

Dayane disse...

Delícia de menino!! Sabe que Leah às vezes também não quer comer carne. Acho que ela não gosta de sentir o pedaço, daí eu pico bem, masso com garfo ou até passo no liquidificador. Um lindo o Bryan!
Beijos

Ártemis disse...

Jacque, que menino esperto (e lindo, claro!)! Está prestes a virar um meninão, heim! Adorei ele amar brócolis. Quando eu era pequena também amava as verduras e legumes e não curtia muito carne, não...
Bjs

Contando...

 

Blog Template by BloggerCandy.com