25 de outubro de 2012

Precisamos falar sobre a escola


Daí que marido encasquetou que Bryan precisa ir para a escolinha no ano que vem. Meu plano sempre foi colocá-lo apenas em 2014, assim ele teria 3 para 4 anos, que foi a idade que eu entrei na escolinha.
 Porém, como analisar não custa nada, aceitei fazer uma visita a escolinha que tem na rua de casa. Levamos o Bryan e ele ficou eufórico ao ver as crianças maiores correndo pelo pátio, na hora do recreio. Pensei que ele iria se assustar, mas que nada. Queria entrar na salinha do maternal e tudo. Na hora de conversar sobre preços, na recepção, ele ficou chorando querendo voltar para a bagunça.
Chegando em casa veio o medo. Confesso que às vezes é difícil aceitar que meu filho está crescendo. Não sei se existe algum nome científico para o que estou sentindo, mas classifico como não querer desapegar.
Entre meus maiores medos, o maior deles é ele não se adaptar, e isso ficou claro de que não será um obstáculo, já que o piá veio chorando o caminho inteiro, falando: - Que estudar.
Mas bicho-mãe sempre é atormentada por um batalhão de "e se": E se ele pegar piolho? e se ficar sempre doente? e se não respeitaram minha decisão de não oferecer salgadinho e refrigerante? (vale dizer, que na hora do recreio, todas as crianças da sala estavam com um pacote de biscoito de vento e refrigerante ou suco para beber), e se tiver algum amiguinho brigão? e se algum amiguinho machucá-lo? e se ele sentir muito sono a tarde? (o horário de aula é de 13:00 às17:00)...etc.

Sei que a intenção do meu marido, é boa e pura, já que ele acha que eu vou surtar com um RN em casa, tendo que dar conta de distrair o Bryan nesse meio tempo, e ainda achar um tempo para descansar. Mas e seu eu realmente surtar?
Minha opinião está muito dividida. Dói o coração ter que colocá-lo tão cedo na escola. Eu escolhi não trabalhar, justamente para estar perto do meu filho, e acompanhar seu desenvolvimento. Nunca passou pela minha cabeça deixá-lo na escola para ter uma hora pra mim, dormir ou malhar. Não julgo quem faz, mas eu jamais teria coragem. Parece que o estou abandonando, ou sei lá, estou querendo me livrar da cia dele. Este é o meu sentimento, meu pensamento. Meu coração se pesa de culpa.
Sei que o Bryan não é um bebezinho, e que será inevitável que ele vá para a escola um dia, mas estou com um sentimento de perda tão grande.
Maridón diz que minha dificuldade já começa com o fato de não aceitar que ele está crescendo e deixando de ser bebê. Acho que é por isso que está sendo tão difícil iniciar o desfralde. Parece que fazê-lo sair das fraldas, é fazê-lo sair do status de meu bebê. Também tem a mamadeira que eu não consigo tirar dele. Não sei se com a chegada da Isabela, eu vou perder este pensamento, já que aí sim terei um bebê que precisará de mim para tudo.
Outra coisa que me desagrada, é ver que as escolas mudaram todo o sistema (ou o governo, sei lá quem). Agora a criança entra na primeira série apenas com 6 anos. O que significa que Bryan teria que fazer maternal, Jardim I, Jardim II e só depois primeira série (que agora é conhecido como primeiro ano) se tiver 6 anos completos, coisa que o Bryan não terá, já que nasceu em abril.

Por enquanto decidi dar um tempo, e ver como será janeiro. De qualquer forma, podemos realizar a matricula no final de janeiro, já que as aulas só começam em fevereiro. Sei que a escola tem seus prós, pois a própria diretora afirmou que o desfralde iniciado com a criança na escola, se torna mais viável, pois ele veria os coleguinhas pedindo para ir no banheiro, mas isso ele já faz em casa.
Estou uma confusão de sentimentos. Eu preferia que o marido tivesse sugerido uma diarista para me ajudar na limpeza, já que eu realmente vou precisar de ajuda nessa parte rs

P.S: O título do post, é inspirado no livro Precisamos falar sobre o Kevin. Já li, e recomendo.

10 comentários:

Lais Azevedo disse...

Ele vai se adaptar mais rápido do que vc rs Eu lembro do primeiro dia de aula do Douglas, fiquei em casa que nem siri na lata, preocupada com ele, se ele tava bem, se tava comendo, se tava sentindo minha falta... Claro que eles acabam chorando um dia ou outro no começo, mas acostumam rapidão.
Quanto a ficar doente, todo mundo fala que é normal e tal e eu não duvido que seja. Mas eu e meu marido não aguentamos e tiramos ele da escola. Mas não vou dizer que não rola de vc colocar o Bryan, só tentando pra saber. Eu acho super válido e ele vai amar!

Beijo!

Di disse...

Oi Jaque, olha, não é facil colocar o filho na escola. Não importa a idade, se tem 4 meses e você tem que voltar a trabalhar ou se ele tem 4 anos e esta louco pra ter uma vida independente.
Não sei se você lembra, mas coloquei a Beca com 1 ano e meio na escola. Foi uma decisão minha, era uma das minhas convicções que crianças se desenvolvem melhor tendo contato com outras crianças e vivenciando um ambiente diferente do de casa, com regras diferentes, rotina, etc. Eu ainda acredito nisso, aliás.
Com a minha tarde livrre eu tive a chance de voltar a trabalhar, desistir do trabalho, começar de novo, enfim, eu tive um tempo pra mim. Mas essa era a minha realidade e eu definitivamente precisava desse tempo pra me ajudar a recobrar parte da minha sanidade.
Mas olha, os filhos crescem queira a gente ou não. Faz parte da vida.
No seu caso, que você percebe que tem essa dificuldade em aceitar que o Bryan não é mais um bebezinho, acho que um bom começo, antes da escolinha, é ouvir o que seu filho esta te mostrando: o interesse no desfralde. Ele não pede pra ir no banheiro? Pois então, respira fundo, reuna toda sua paciencia do mundo, pega umas dicas que você acha que podem ajudar no processo, e desfralda. Se ele ja esta preparado vai ser muito mais facil do que você imagina, pelo menos pra ele.
E pensa com carinho nessa questão da escola. Pode ser bom pra ele ter um espaço dele, amiguinhos da idade dele pra brincar, atividades direcionadas, brincadeiras novas. Imagina que legal ele chegando em casa e te ensinar uma musiquinha nova!
Mas ve direitinho a escola por que é importante sim eles estarem de acordo com os seus valores.
beijos e força amiga!
Di
http://www.maebipolar.com.br
http://cupdicake.blogspot.com

Ivna Pinna disse...

Amiga, sei o que está sentindo. Eu mesmo chamei essa fase de "o primeiro ninho vazio!!!"
Eu mesma só teria colocado o Enry na escola com 4, quiçá 5 anos, mas é inegável que a socialização e parte do aprendizado e crescimento venham tbm da escola.
O Enry entrou com trê anos completos, e foi pro infantil três (é norma mesmo do governo esses lance da idade).
Eu acho que vc pode, ao menos, ariscar a adaptação dele, caso vc não goste, vc pode tentar depois.
Eu acredito que ele vai amar, pq aqui o Enry ama.
E não espera escola perfeita, pq ela não existe, mas leve seu jeito de maternar pra lá tbm, é que eu faço aqui.
Exemplo: nas festinhas de aniversário, muita mãe coloca bombons, pirulitos e doces demais nas sacolinhas de lembrancinha. O Enry nem vê a dele, pq a professora entrega diretamente pra mim, como pedi.

Então tenta, vc vai morrer de amor, quando vê ele cantando musiquinhas, aprendendo coisas novas...

Beijos

- Anine Pinheiro - disse...

Jacque, imagino q vc deva estar sofrendo e q é realmente muito apegada, pq eu acho q seria a primeira a pedir a escolinha se tivesse gravida, já q quase surtei com um bb, q dirá dois. Mas acredite q Bryan ficará bem e vai ser bom pro relacionamento de vcs, pois com a Bela pequenininha e vc tendo q dar muita atenção a ela, pode criar ciumes no bryan. Mas se ele tiver na escolinha, vc poderá se dedicar a Bela nesse período e qdo ele tiver em casa, terá tempo rpa ele. (Essa é a minha teoria, hohohohoho). Enfim! Que seja uma decisão bem tomada e que a Diarista venha como brinde, rs

Beijos

Anônimo disse...

oi jack eu ja tenho uma opniao diferente, meu filho tinha na epoca 2 anos e8 meses quando eu e marido decidimos colocar ele na escola, nao por querer se livrar dele entende , mais como uma forma de distraçao, pois estou gravida e ai vc sabe falata disposiçao, sobra vontade de dormi, e ele sobra dosposiçao e vontade de brincar de ficar na rua comigo. ele e uma criança super inteligente pra frente ja nao toma mamadeira e e desfraldado desde os dois anos completos. colocamos em uma particular no 1 dia a criança nao queria nem voltar para casa kkkk a perua pegava e trazia ele para mim estava tudo perfeito ateeeeeee ele pegar uma gripe horrivel que durou 1 mes, pois é enchi o saco de ve lo tossir coriza e tirei. hoje me arrependo sim, conversei com a pediatra e ela me disse que e normal que a imunidade so e definida por volta dos 4 anos de idade. o poblema todo que eu nao escolhi uma escolinha legal sendo que nessa escolinha la e tudo fechado ai ja viu ne, a pedi do meu filho disse para eu procurar uma que seja arejada que tenha local aberto de lazer, pois bem e isso que vou fazer.
hoje meu filho fica pedindo para ir a escola as veses fica estressado por nao ter ninguem para brincar, nao e facil ser criança . morro aki em sp , e aki tem uma excelentes creches super arrejadas grama, os brinquedos estao ao ar livre amei fiz a inscriçao e agora e esperar ele ser chamado. aki onde eu morro as escolhinhos particulares nao tem espaço ao ar livre e tudo fechado e no concreto assim eu nao quero. bjos jack

laysla Viveiros disse...

Olá...tenho lido seu blog nos últimos dias e gostei muito. estou gravida, 16 semanas e tenho um filho de 4 anos. Bom, com relaçao a escola, meu filho foi pra creche com 3 meses...isso mesmo, 3 meses, foi quando acabou minha licença maternidade, aí não teve jeito...praticamentecrsceu lá, e adora...não vou dizer q foi fácil também, perdi as contas de quantas vezes o entreguei no colo da educadora e fui pro trabalho aos prantos...mas não teve jeito né...Agora, com essa gravidez, terei 6 meses de licença, o q facilita um pouco a situação...mas olha, eu vou colocar ele/a na creche cedo também, pois o meu filhote mais velho é super bem adaptado, inteligente, independente, sabe dividir, enfim, é super social mesmo. sei que a decisão é difícil, e quanto mais se espera, mas dificil vaiser a adaptação dele, e acredite, esses medos,são nossos...pra gente é mais dificil pensar que ele vai passar mais tempo com outras pessoas do que com a gente, mas faz parte. Ele não vai estranhar, ele vai adorar, vai sair das fraldas, vai largar a mamadeira, e querendo ou não isso vai te ajudar e muito agora, acredite...eu não estava esperando engravidar agora, mas quando vejo que meu filho ja consegue fazer muitas coisas sozinho, vejo que esse foi o melhor momento, e que alem de compreender melhor, ele ainda vai me ajudar e muito com o irmaozinho, ou irmazinha. e posso dizer, que essa independencia, eu devo sem sombra de dúvidas, a escolinha, que diga-se de passagem, é pública, e nunca tive problema nenhum com isso. espero ajudar com meu relato! Boa sorte e se cuide, vc e essa bebezinha aí!!! BjO

Alethéa Casal disse...

Faz tempo que eu não comento por aqui, mas tenho passado sempre. Não sei se se lembra, mas meu Miguel tem a mesma idade do Bryan. Ele foi prá creche com 4 prá 5 meses. Com 1 ano e 5 meses, eu desisti de tudo e fui cuidar dele. Sai do emprego, mudei de cidade... e com 1 ano e 10 meses ele voltou prá escola, agora em meio período, no Maternal I. É, nossos filhos são "fora de faixa" por alguns dias...

Mas o que eu posso te dizer é que escola faz bem, sim. E vc tem todo o direito de impor seus limites, como quanto à alimentação dele. Tenho feito assim, e, fora um tropeço ou outro, tem dado certo.

Também ainda não animei para o desfralde. E também penso que tenho medo de perder meu bebê. Mas tenho pensado nisto todo dia e vou tomar coragem.

E vamo que vamo!

Meriene Zamprogno disse...

Melhor coisa é parar e pensar, por que talvez seja melhor mesmo por que nao vai dar pra dar atenção pra ele e pra irmãzinha, na escolinha talvez ele se distraia, brinque com outras crianças e quando chegar em casa voce ja vai estar preparada pra dar um bom tempo seu a ele, o ruim é ter RN e filho pequeno te solcitiando o tempo todo pra ter atençã sabe, vai saber...é questao de realmente parar e analisar o que vai ser melhor!

A equipe da Babycub disse...

Quando ele começar a brincar com os amiguinhos da escola vai se adaptar rapidinho!

jo nascimento disse...

Oi, flor é realmente dificil aceitar que nossos filhos estão deixando de ser bebe, olha a Duda foi pra escolinha com 3 anos eu trabalhava fora e ela ficava periodo integral, minha adaptação foi dificil, minha por que ela adorou desde o primeiro dia e eu me senti a pior mãe do mundo por largar ela lá o dia todo,hoje não trabalho mais e ela estua meio horário, faz o primeiro ano, e eu acredito que a escolinha foi uma das melhores coisas que aconteceu na vida dela, acredita que as vezes ela me pede pra voltar a trabalhar pra ela ficar lá? Me sinto um lixo né? Mas isso me prova que a experiencia foi boa...
beijinhos

Contando...

 

Blog Template by BloggerCandy.com