29 de novembro de 2012

Canibalismo, a gente vê por aqui.

E daí que aquele bebê fofinho, lindinho, loirinho, cheio de cachinho, criado com amor, carinho e leite ninho, se revolta, e resolve que já que tem dentes - e que sofreu uma puta dor para eles nascerem - porque não enterrá-los na perna da mãe?
Agora passamos da fase da birra, escândalo, gritaria ; para a fase do canibalismo.
O mau comportamento do Bryan está me deixando de cabelo em pé, e sabe aquela criança que não tem medo do cantinho da disciplina? Pois é, esse carinha é meu filho.
Acho que só a Jojo (super nanny), com aqueles óculos e status de: desobedece só para você ver, conseguiria fazer o Bryan ter respeito pelo cantinho da disciplina.

Estou pensando seriamente em ressuscitar meus antigos óculos, prender o cabelo em um coque, e treinar o biquinho à la Jojo para ficar com cara de mãemalvadaqueimpõerespeito. Até eu tenho medo dessa cara.

Ok, confesso que fui molenga e tals, e assim que ele esperneou no sofá (a príncipio escolhi o sofá como local de castigo) e começou a berrar eu parei de tentar explicar o porquê dele estar de castigo.
A traquinagem foi ele ter jogado o saco de leite ninho no chão, e pisado em cima até estourar, e espalhar leite por toda cozinha. Assim que vi a cena, peguei ele no colo, coloquei no sofá, e fui discursando sobre o quanto estava chateada por aquele "malportamento", e por isso ele ficaria de castigo (nem expliquei tempo, porque ele não ia entender mesmo). Assim que comecei a varrer o chão, lá vem ele com a carinha mais lavada do mundo falando: - Dicupa, dicupa mamãe. Fiz "méda", que virou seu mantra pós-fazer besteira.
Se fosse só isso, estaria tranquilo. Até porque eu tenho alta, extrema, super tolerância as bagunças que ele faz, e é preciso de muito para me tirar do sério. O problema é quando ele resolve questionar minha autoridade. Como quando ele está no quintal, e eu o chamo para entrar, e ele simplesmente olha para minha cara e ignora total minha ordem. E eu fico com cara de pateta falando: Bryan, Bryan, Bryannnnnnnnn. E ele nem tchum.
Esses dias o pintor estava pintando a fachada da casa, e Bryan tem verdadeiro amor pelo pintor. Quando ele vê que o Jorge chegou, já sai correndo e fica no quintal só para ver ele trabalhar. Daí que hoje ele pegou o rolo de tinta, e saiu pintando o chão inteiro com o rolo, e depois chegou com o pé todo sujo de tinta vermelha. Respirei fundo, limpei e voltei pra casa para tentar sentar e ter um momento de paz. Quando vejo ele jogando um tijolo no chão (que quebrou) e tentando jogar a sandália na rua. Chamei pela janela 1 vez, duas, três, quatro, até me aborrecer e ir no quintal para trazê-lo para casa. Na hora ele começou a espernear, fazer corpo mole, e eu consegui carregá-lo no colo - apesar das contrações doloridas que tenho sentido - e assim que entrou em casa ele me atacou mordendo minha perna. Não foi mordidinha leve não, foram dentes cravados bem fundo, que até deixou marca. E ele não queria dormir nunca. Ficava subindo na poltrona, entrando e saindo do berço, pegando as roupas da irmã no guarda-roupa, e eu já cheia de dor de cabeça querendo ter 5 min. de descanso, mas como? Foi dormir somente às 16:30 (quando o horário que ele tirava a sonequinha era 14:00), e mesmo assim porque eu peguei ele firme pelo braço, e falei super séria: - Você vai deitar e dormir agora Bryan. Chega de brincar. Pega sua fraldinha e dorme. E não é que 10 minutos depois estava ele lá com os olhinhos fechados, parecendo um anjinho? Até me assustei por ele não ter questionado nada.
 Não sei se é uma fase passageira, mas só torço para que esse "malportamento" (e as mordidas) vá embora antes que a Isabela chegue. Caramba, eu estou imensamente cansada fisica e mentalmente, e tudo o que eu queria era ter 2 minutinhos para sentar e pensar na vida...coisa impossível quando o Bryan faz de tudo para chamar minha atenção, já que não tem o pai por perto.

Pelo menos se ele for atleta quando crescer, vou poder enfeitar a triste história da mordida, dizendo que ele estava treinando para morder a medalha de ouro.

10 comentários:

Grauce disse...

Ai Jack, que situação...

Junior também é levado pra caramba! Já derramou açucar no tapete da sala, pó de café no sofá equebrou um prato!

Se é fase, acho que sim. Mas é agora que você tem que mostrar sua autoridade, se deixar passar ele vai começar a te dominar e a coisa vai sair do controle.

Durante o tempoq eu li seu relato, eu só pensava no estresse disso tudo: comportamento do Bryan + final de gravidez.

Força ai viu!

Cláudia disse...

caso para super Nanny mesmo, mas por pior que seja o clichê, acho que é uma fase, vc e o pai vão ter que usar muito amor, carinho e sempre a autoridade com que vc vem usando... Pode ser ciúmes, mesmo sem ele saber...

Ivna Pinna disse...

Eita amiga que o bicho por ai tá pegando!!!
Mas é incrível, que basta vc está numa situação de estresse (como no seu caso, grávida, tendo que ficar zen pra Isabela e o pai ainda está longe, e sobra tudo pra vc) que a criança sente e FAZ TUDO pra piorar teu dia.
Digo isso pq o Enry é um amor (tirando a hora do banho), mas basta eu estar de tpm ou estressada mesmo, pronto, o menino faz de tu-do pra me chatear ainda mais!! rsrs

Acho que umas boas conversas vão resolver amiga, vc só não pode deixar ele reinar, senão qndo a pequena nascer, já viu né?!

Beijos

Thais Bessa disse...

Jacque, eu acredito que existem fases, mas elas não passam por mágica, tudo depende da atitude consistente dos pais.

A técnica do cantinho tem os passos certos pra funcionar, pelo que notei vc nao deu 1 aviso (pra ele ter a opcao de parar o mau comportamento) antes de colocar no cantinho. Eu tb nao escolheria o sofa, por ser um lugar q ele associa a outras coisas (comer, ver tv, etc).

Mas vai mantendo a firmeza que funciona!

Regiane disse...

Oi Jaque!!
Acho que o Bryan está sentindo muito a falta do pai e como ele é muito pequeno não sabe lidar com este sentimento e esta é a forma dele demonstar...
Desejo de coração que vocês fiquem bem, pois eu sei que não é nada fácil vida de mãe em tempo integral!! Fiquem com Deus!! Bjs

Lu Navarro disse...

Ainn amiga, fico imaginando, o dificil q è. A maternidade è realmente padecer no paraiso. tem dias q Rafa me tira do serio. Tudo diz NAO, e è nao e pronto. Ontem deu pra me bater no rosto. Nao aguentei, dei duas palmadas nela, mas ela tornou a me bater e eu acabei chorando, pq nao ia dar mais palmada neh? achei q com duas resolveria, mas nao foi o caso, e tà, passei a bola pro pai, pq eu tava me sentindo mal por conta dos enjoos, dor de cabeça, estresse por ter encomendas atrasadas e clientes esperando, e ainda Rafa me contrariando... tudo quer, e quando dou ja nao quer mais...
Fica chorando, pedindo agua, vou buscar agua e diz q nao quer.
Dai pede comida, vou buscar e quando chego no quarto nao quer comer...afff
nao tem sido facil, e sei q com o bebe depois, vai ser dificil tbm! Pois sei q ela vai ficar com ciumes.
Ela tà mto apegada a mim...

Ah amiga.... fases! tudo passa, e criança cresce rapido..
Cansa, mas como ja disse, passa, e depois a gente sente saudade e nem lembra das birras mas sim das coisinhas fofas q demos a luz.
bjos.
Deus è por nos!

Anônimo disse...

1-Bater em crianças é crime.
2-COMO você espera que uma CRIANÇA entenda que não pode bater dando palmadas?! Qual a lógica?! Qual a coerência?! Se VOCÊ não gostou de apanhar, imagina ela que levou palmadas de alguém muito maior, mais forte e que é sua própria MÃE, que é a pessoa que ela mais confia e ama.

Meriene Zamprogno disse...

Acho que funcionou por que ele viu que a coisa ficou realmente séria!! Ai, isso é fase viu, mas a gente tem que ir impondo ,limites pra quando chegar na outras eles ja estarem cabreiros, só nao pode virar rotina, mordida doi demaaaais!!

Anônimo disse...

Só pra complementar: imagina se a Jacque tivesse mordido o Bryan de volta pra educá-lo, não seria bizarro? Pois é...

António Jesus Batalha disse...

Meu nome é António Batalha, estive a ver e ler algumas coisas de seu blog, achei-o muito bom,dou-lhe os parabéns, espero vir aqui mais vezes. Meu desejo é que continue a fazer sempre o seu melhor, dando-nos boas mensagens.
Tenho um blog Peregrino e servo, se desejar visitar ia deixar-me muito satizfeito.
Ps. Se desejar seguir meu blog será uma honra ter voce entre meus amigos virtuais,mas gostaria que não se sinta constrangido a seguir, mas faça-o apenas se desejar, decerto irei retribuir com muito prazer. Siga de forma que possa encontrar o seu blog.
Deixo a minha benção e muita paz e saúde.

Contando...

 

Blog Template by BloggerCandy.com