9 de novembro de 2012

Mãe e leitora

Algumas meninas que acompanham o blog, sabem que ano passado decidi me aventurar no universo dos blogs literários. Sempre gostei de ler, mesmo que meu pai nunca tivesse o costume de comprar livros e ler. Um dia meu pai chegou em casa, depois de buscar minha avó em seu trabalho, com uma caixa de livros que a patroa dela ia jogar no lixo (pecado). Eu logo fiquei curiosa e separei Olhai os lírios do campos (Érico Verissimo) para ler. Foi o primeiro livro que eu li e chorei. Minha edição é antiga, com capa de couro, e eu guardo com muito carinho, pois um dia ele irá para as mãos dos meus filhos, e depois para os netos, e quero que esse exemplar passe de geração em geração.
Outra série que me incentivou, foi a série Vagalume. Meu pai me presenteou com um exemplar de Desafio no Pantanal, e eu nunca mais parei de ler (lembro que relia o livro todas as noites).
Quando conheci meu esposo a paixão pela literatura só aumentou. Ele sempre me presenteava com livros, e o primeiro presente foi a trilogia do Senhor dos Anéis. Como eu vibrei no dia em que ele me deu essa coleção, acho que foi o melhor presente que ele me deu, depois dos nossos filhos.
Com a criação do meu blog literário (www.mybooklit.blogspot.com.br) , o volume de livros aumentou. Comprei muitos e recebi muitos mais de parceria. Hoje me dedico a escrever resenhas de livros para grandes editoras (Intrinseca, Galera Record, LeYa, Companhia das letras, Novo Conceito e outras).
Muitos seguidores ficam pasmos quando falo que tenho um filho e uma casa para cuidar (sim, sou eu quem faz tudo em casa: limpar, lavar roupa, fazer comida e cuidar do meu filho). Meu ritmo de leitura antes de ganhar o Bryan era bem maior. Eu lia livros de 600 páginas em 1 dia, pois me dedicava somente a isso. Mas com o filho vieram as responsabilidades. Não posso me dedicar inteiramente a leitura, e hoje em dia leio 2 livros ou 3 no máximo por semana, mas já tiveram semanas que consegui ler 4, depende muito da quantidade de páginas e se o enredo está me agradando.

Ser mãe e continuar lendo não é impossível. No começo vai ser difícil, obviamente, por conta da rotina desrregulada do bebê, mas com o tempo você poderá pegar o ritmo, e se conseguir impor uma meta para ler durante a semana, facilmente estará lendo 2 livros por semana, ou até mais.
Algumas dicas que eu segui para conciliar a maternidade e a literatura:

1- No começo pegue apenas livros que sejam do seu gênero favorito. Ou seja: não arrisque ler um romance policial, se você não curte este estilo, pois dessa forma você pode acabar achando a leitura chata, e desistir do projeto.
2- Imponha um ritmo de leitura durante o dia. No começo eu lia 100 páginas por dia, às vezes conseguia até mais, em outros dias menos. É importante impor uma meta de páginas que você poderá cumprir, assim na próxima etapa, você pode aumentar esta meta. Digamos que consiga ler tranquilamente 50 páginas por dia, então no primeiro dia você consiga passar essa meta e acaba lendo até a página 70, no dia seguinte, tente ler essa mesma quantidade de páginas ou ultrapassar.
3- Procure livros curtinhos para o ínicio. Uma boa opção, para quem gosta, são os romances de banca.
4- Defina horários para a leitura, que não entre em conflito com as suas atividades de casa, ou do seu filho. Exemplo: eu sempre acordo e cuido do Bryan (faço mamadeira, troco a fralda e deixo tudo lavado), adianto a arrumação da casa e almoço, dou almoço ao Bryan e almoço, e depois de lavar a louça leio enquanto Bryan fica no quarto querendo pegar no sono. Quando não tiro uma soneca com ele (a gravidez me deixou muito sonolenta), eu vou pra sala e pego firme na leitura. Durante a soneca dele (que dura umas 3-4h) eu consigo ler mais de 300 páginas. Desse modo, consigo terminar de ler 1 livro por dia. Quando ele acorda é hora de dar atenção para ele. Brincamos, e na hora do desenho preferido dele (Pocoyo ou Bob Esponja), eu aproveito para deitar com ele e pegar o livro novamente, ou um novo livro caso tenha terminado o anterior.
5- Não desanime se não conseguir se concentrar no primeiro dia. Eu levei quase 6 meses depois que o Bryan nasceu para pegar um livro e conseguir terminar. O primeiro livro que li pós-maternidade foi Os delírios de consumo de Beck Bloom, e consegui terminá-lo em 1 semana. O que ajudou foi o fato do livro ser muito divertido, e a leitura nunca se tornava cansativa, por ser um gênero que eu gosto muito (chick-lit).

Dicas de livros:

Gênero romance:
Química Perfeita
Um dia
Orgulho e Preconceito
Anna e o beijo francês
O diário de Suzana para Nicolas (este aqui não é romance de romântico, e sim de fazer chorar rs)
Belo Desastre

Gênero policial:
Recomendo todos do autor Harlan Coben e James Paterson. É garantia de final imprevisível e leitura alucinante.

Gênero zumbi:
As histórias em quadrinho de The Walking Dead e o livro (quem é fã, não pode deixar de ler o livro)
O substituto
Dearly, Departed: o amor nunca morre
Zumbis x Unicórnios

Gênero Distopia:
Série Jogos Vorazes
Divergente
Legend
Caminhos de Sangue

Gênero erótico: 
50 tons de cinza
Toda Sua
Luxúria
Um olhar de amor

 Todos os livros citados acima, foram resenhados por mim no meu blog. Lá, além de resenhas e posts com novidades das editoras, realizo sorteios de vários livros e kits. Quem quiser seguir é só visitar: www.mybooklit.blogspot.com.br

Bryan trollando minha estante. No começo ele tirava todos os livros e colocava na cama, com o tempo enjoou e deixa tudo quietinho.

Alguns dos meus mais de 310 livros. A estante não suportou todos e precisei colocar alguns no guarda roupas do Bryan. Em breve irei fazer uma estante suspensa, para evitar mãozinhas curiosas (Bryan e Bela)
 

6 comentários:

Meriene Zamprogno disse...

Eu sempre amei ler, agora estou lendo os quadrinhos do TWD amoooo HQs

jo nascimento disse...

Eu tambe
ém amo ler, mas ultimamente estou andando numa preguiça sem fim kkk prefiro tirar uma soneca rsrsrs
beijinhos

Bia disse...

Eu morria de curiosidade de saber como você conseguia ler tanto! Antes do Arthur nascer eu me propunha a ler dois livros por mês, às vezes conseguia até mais do que isso. Agora que estou recomeçando, desde que ele nasceu só li uns 3 :/ Ah, esses dias eu estava lendo o seu post sobre o comportamento do Bryan, estou ensaiando em escrever no blog sobre esse assunto, por aqui tivemos dias meio "ogrísticos" do pequeno, eu tenho que apelar para o castigo, ele fica sentado no degrau uns segundos e já resolve. Não chamo de canto do pensamento, pois acho que ele pode associar "pensamento" com algo ruim (a louca). Enfim, cada criança tem sua personalidade, tem que ir testando :) Desculpe pela ausência de coments, mas leio sempre sempre. Beijos

Bia

Lu Navarro disse...

Q deliciaaaa de biblioteca particular vc tem amiga! eu amo ler, amo de paixao, eu estava comprando 1 livro por mes, pq as vacas eram magras, e agora nao tenho comprado nenhum, e fico meio assim. Eu sempre compro de autores cristaos, esses sao os meus preferidos, mas tbm tenho alguns de autores nao cristaos q gostaria de ler.

Vc e bem organizado, eu faço quase a mesma coisa q vc, so q sou desorganizada por completo..eu atendo Rafa depois enquanto ela brinca eu faço croche, e quando ela dorme de noite, eu tenho q fazer croche, oq me traz mto cansada pq durante o dia ela quase nao deixa, e atençao pra ela.

Confesso q nao sei como tou aguentando crochetar e cuidar dela, mas preciso trabalhar, tenho meus compromissos...entao.. vamos ver depois q o segundo baby nascer o q vou fazer... mas olha vc me abriu o apetite literario kkkkkk. vontade de ler de novo!!
bjusss amiga!

A mãe do Matheus" disse...

Amiga tbm adoro livros, porem o tempo é curto mesmo aff . mais vou tentar me adaptar melhor ao tempo curto. bjs

Iasmin Marques disse...

Oii Jacqueline tudo bem??
Tem selinho para vc lá no meu blog!!
Espero que goste...
Bjinhos!!

http://amaedadrii.blogspot.com.br/2012/11/meu-primeiro-selinho-e-agradecimento.html

Contando...

 

Blog Template by BloggerCandy.com